Oxímetro de Pulso – Oxímetro de Dedo

 

Oxímetro de pulso é um equipamento que colhe as informações de nível de saturação de oxigênio no sangue arterial do paciente através de sensores ópticos, que levam os sinais elétricos até um microcontrolador, o qual processa os dados e envia as informações para a tela.

Visite a Loja Enciclomédica

Resumo Oxímetro de Pulso

Introdução ao Oxímetro de Pulso

 

Oxímetro de pulso geralmente é encontrado em unidades de terapia intensiva (UTI), centro cirúrgico, salas de recuperação e salas de internamento, e servem para o monitoramento em tempo real dos pacientes.

Este equipamento é útil para controlar a saturação no oxigênio do paciente e alertar o mais rápido possível os enfermeiros e médicos quando uma queda muito brusca desse parâmetro ocorrer, evitando manifestações físicas ao paciente.

 

História do Oximetro de Pulso

 

História do Oxímetro de Pulso (Nihon Kohden)
História do Oxímetro de Pulso (Nihon Kohden)

Antigamente, para se analisar a saturação de oxigênio no sangue arterial de um paciente, era necessário efetuar uma punção e enviar uma amostra de sangue ao laboratório. Este procedimento demorava muito, e portanto tornava-se ineficaz pois a saturação de oxigênio se altera muito rapidamente no organismo humano.

Os estudos começaram por físicos conhecidos como Joseph John Thompson, Max Karl Ernst Ludwig Planck, Albert Einstein e Robert Andrews Millikan. Milikan criou algo muito parecido com fones de ouvido, e serviam para avaliar a oxigenação de pilotos da Segunda Guerra Mundial, que voavam em grandes altitudes.

Somente em 1974, a Second Division of Technology e a Nihon Kohden Corporation revelaram ao mundo a grande invenção criada por Srs. Takuo Aoyagi e Michio Kishio, considerados os pais da oximetria.

Atualmente, com os oxímetros de pulso eletrônicos, pode-se monitorar a saturação de oxigênio de um paciente a cada segundo, com apenas um pequeno delay. Com esse monitoramento mais rigoroso pode-se verificar mais rapidamente se o paciente obtiver uma queda brusca do nível de oxigênio no sangue, evitando que danos irreversíveis sejam causados no paciente como taquicardia ou bradicardia.

 

Funcionamento do Oxímetro de Pulso

 

O oxímetro de pulso possui sensores ópticos que convertem espectro de luz em sinais elétricos que são processados por um microcontrolador. A forma de trabalho deste equipamento se chama espectrofotometria, que mede a luz transmitida ou refletida. Os sensores captam a luz que atravessa os capilares do paciente juntamente com o pulso cardíaco. Os níveis de saturação de oxigênio tem relação com a coloração do sangue, e quanto maior a saturação, maior é o brilho e a cor vermelha, decorrente da presença de oxihemoglobina. Quanto menor a saturação, maior a presença de desoxihemoglobina.

O oxímetro de pulso possui um led na cor vermelha que funciona como um emissor. Do outro lado há um sensor óptico que funciona como um receptor, que irá efetuar a leitura da luz emitida pelo led e que atravessou o corpo do paciente. Esta luz chega ao outro lado com vários espectros diferentes aos que quando foram emitidos pelo led.

Geralmente o sensor do oxímetro de pulso é colocado em regiões periféricas do corpo do paciente, como ponta dos dedos, lóbulo da orelha, ou pés (somente em recém-nascidos).

Com a recepção da luz que atravessou o corpo do paciente e chegou até o sensor óptico, este envia os sinais elétricos para um circuito que transforma esse sinal analógico em digital e posteriormente para um microcontrolador. O microcontrolador é responsável por efetuar os cálculos que foram programados em computador para enviar para a tela e mostrar ao usuário a onda pletismográfica, e com esta também é possível adquirir a frequência cardíaca.

Para a maior segurança do paciente, há ainda a definição de alarmes de máxima e mínima, em que soam quando os valores reais ultrapassam os limites selecionados pelo usuário anteriormente.

 

Tipos de Oxímetros de Pulso:

Portáteis de bancada: Podem ser transportados por possuir bateria e também pode ser utilizado na terapia intensiva por conter cabo de alimentação da rede elétrica.

Portáteis: Funcionam somente com bateria. Indicado para avaliações rápidas ou no transporte de pacientes.

 

Oxímetro de Pulso de Bancada
Oxímetro de Pulso de Bancada

 

Oxímetro de Pulso Portátil com Sensor Removível
Oxímetro de Pulso Portátil com Sensor Removível

 

Oxímetro de Pulso Portátil
Oxímetro de Pulso Portátil

 

Tipos de Sensores para Oxímetros de Pulso:

 

Sensor Pediátrico
Sensor Pediátrico

 

Sensor Permanente
Sensor Permanente

 

Sensor Descartável
Sensor Descartável

 

 

Dicas de Manutenção de Oxímetros de Pulso

 

Manutenção

 

  • Dentro de um centro cirúrgico, ocorrem muitas interferências decorrentes da alta frequência emitida pelos bisturis eletrônicos. Geralmente neste ambiente, recomenda-se o uso de oxímetros que possuem isolamento em seus circuitos.
  • Se estiver em dúvida quanto ao correto funcionamento, atente para a iluminação do ambiente, pois como foi dito anteriormente, este equipamento trabalha com a recepção de frequências luminosas.
  • Cuidado com a compatibilidade dos sensores ao equipamento o qual está usando. Alguns sensores de outras marcas podem não funcionar corretamente em seu equipamento.
  • Verifique a perfusão do paciente, se estiver muito baixa o sensor pode não captar a variação dos espectros de luz. Também verifique se o paciente não possui a unha pintada com esmalte, isso bloqueará a passagem da luz.
  • Pelo menos uma vez por ano deve-se efetuar a calibração deste equipamento para verificar o seu correto funcionamento. Exija o certificado de calibração com o selo de rastreabilidade. Também verifique a data de validade dos equipamentos padrão utilizados nos testes pela empresa terceirizada.

-

Dicionário

Oxihemoglobina: Combinação da hemoglobina com o oxigênio.

 

Desoxihemoglobina: Combinação da hemoglobina com o gás carbônico.

-

Pletismográfica: Forma de onda que indica a capacidade do pulmão de absorver o oxigênio.

 

Perfusão: Bombeamento do sangue através da região a ser colocada o sensor.

Fabiano R. Pereira

Técnico em Eletrônica Industrial a 8 anos, e estudante de Engenharia Eletrônica na Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Desde a sua formação técnica atua como Técnico em Equipamentos e Instrumentos Médico-Hospitalares.

Comentários

2 comentários em “Oxímetro de Pulso – Oxímetro de Dedo

  • 9 de novembro de 2016 a 10:24
    Permalink

    Olá!
    Infelizmente em Brasília não saberia lhe dizer, já que somos de Curitiba e Região.
    Obrigado!

  • 11 de novembro de 2015 a 13:02
    Permalink

    Boa tarde, tenho um oxímetro. Vocês sabem onde posso calibrar o aparelho aqui em Brasília?! obrigada

Deixe uma resposta