Inalador/Nebulizador – Saiba tudo sobre

 

O inalador é um equipamento médico projetado para enviar uma medicação ao paciente em forma de vapor, auxiliando em doenças respiratórias e problemas nas vias aéreas. As doenças respiratórias são responsáveis por uma grande fatia da mortalidade infantil e visitas de crianças aos hospitais por conta da asma, bronquite e demais problemas nos pulmões.

Visite a Loja Enciclomédica

 

História do Inalador:

A asma, que é uma doença respiratória muito conhecida até hoje foi relatada em uma primeira ocasião do ano de 2600 a.C.

Em 1654 surge a primeira figura de um inalador, feita por Christopher Bennet, porém o nome do equipamento ainda não era conhecido.

Christopher Bennet
Christopher Bennet

Em 1764, o médico Philip Stern em suas pesquisas constatou que a única forma de tratar esta doença diretamente nos pulmões seria enviar a medicação pela traquéia da pessoa afetada.

Somente em 1778 um médico inglês chamado John Mudge mencionou a palavra “inalador” que serviria para enviar uma medicação diretamente aos pulmões da pessoa com a doença, e o que se tornaria mais eficaz para o tratamento. O inalador mencionado por Mudge seria uma transformação de um método já utilizado na época, em que um caneco com ópio era fervido como um chá e o vapor era inalado pela pessoa com fortes tosses.

Jonh Mudge
Jonh Mudge

 

 

Inalador Antigo
Inalador antigo http://www.inhalatorium.com/page207.html

 

Newton, em 1864, criou um equipamento para inalar medicamentos em forma de pó. Em seus estudos ele verificou que o medicamento em pó deveria ser administrado corretamente e o mesmo deveria estar bem seco. Este modelo de equipamento existe até a atualidade.

Por volta dos anos 50, este conceito de inalador foi revolucionado, e criou-se o nebulizador pressurizado de dose controlada (pMDI-pressurised meteres dose inhaler). Relatou-se o uso deste equipamento pela primeira vez no ano de 1956. Este equipamento rapidamente ganhou fama e se espalhou pelo mundo, e isso ocorreu devido ao fato de que o método é muito mais prático, rápido e cumpre a função de enviar o medicamento até os pulmões.

Em 1965, Raymond Marcel Gut Boucher patenteou um equipamento de nebulização de medicamentos através de um processo ultrassônico. Este equipamento entrega uma névoa mais uniforme e sem os ruídos gerador pelo compressor do outro tipo de inalador.

Mais sobre a história do inalador você confere no site http://www.inhalatorium.com/

O site é em inglês, porém conta com um acervo de imagens muito rico e interessante.

 

Tipos de inalador:

Nebulizador com gerador de ar:

Este tipo de inalador é formado de um simples motor elétrico ou uma bobina que induz um eletroímã em uma certa frequência, como um pistão, de forma a criar um fluxo de ar. Esse fluxo de ar é levado através de uma mangueira até um copo com uma graduação para o depósito de medicamento. O copo deste tipo de inalador segue o princípio de Bernoulli, em que o ar ao passar pelo pequeno orifício da mangueira, tem uma queda de pressão e aumento de velocidade, expandindo-se. Com isso, o ar suga o liquido do copo, gerando a névoa que irá para o paciente. As gotículas maiores param em uma barreira do copo, retornando ao restante do medicamento, sendo reutilizadas.

Compressor Inalador
Compressor de ar do inalador.
Inalador Compressor
Inalador de compressor de ar completo. Compressor, mangueira, copo e máscara.
Esquema compressor
Funcionamento do inalador de compressor de ar. Disponível em http://www.scielo.br/img/revistas/jped/v86n5/5a04f3.jpg

 

 Nebulizador Ultrassônico:

 O inalador com nebulizador ultrassônico utiliza em seus circuitos eletrônicos um cristal piezoelétrico. Esse cristal ao ser alimentado com uma tensão elétrica, vibra em uma frequência muito alta, fazendo com que o medicamento se transforme em aerosol. Este medicamento nebulizado é levado até o paciente por conta de um pequeno ventilador contido no equipamento, que é semelhante ao de um computador. Este tipo de inalador tem um baixo nível de ruído e entrega ao paciente uma névoa mais uniforme.

Inaladore Ultrassônico
Inalador ultrassônico completo com traqueia e máscara.
Cristal Ultrassonico
Cristal Piezoelétrico
Esquema Ultrassônico
Funcionamento do inalador ultrassônico. Disponível em http://www.scielo.br/img/revistas/jped/v86n5/5a04f2.jpg

Inalador com desempenho melhorado pela respiração:

Este tipo de inalador tem o mesmo formato do compressor de ar, e o seu diferencial está na válvula que é acoplada ao copo de medicamentos. Esta válvula tem a capacidade de fornecer o medicamento na inspiração, e na expiração o paciente exala o ar para fora, e a válvula de exalação do inalador não deixa que a névoa de medicamento vá para o ambiente, economizando em até 70% da droga.

Inalador valvula exalação
Inalador com válvula de exalação completo.
Valvula exalação
Válvula de exalação em destaque.
Esquema valvula exalação
Funcionamento da válvula de exalação.

 

Inalador de Partícula Otimizada: 

Este tipo de inalador segue os princípios do inalador ultrassônico, porém opera com frequências mais baixas. Funciona como uma bomba, porém eletrônica.

Inalador de partícula otimizada.
Inalador de partícula otimizada.

 

Inaladores ativados pela respiração:

Este tipo de inalador possui um sistema de válvulas que são ativadas com o fluxo negativo criado pelo paciente. Com isso o equipamento só funciona quando a pessoa efetua a inspiração, reduzindo muito a perda de medicamento. Este aparelho também necessita de um compressor de ar para o funcionamento.

Ativado pela respiração
Copo completo do inalador ativado pela respiração.
Esquema Ativado pela respiração
Funcionamento do copo de inalador ativado pela respiração.

 

Inalador ativado pela respiração com cristal:

Atualmente existe um tipo de inalador que é portátil, é ativado pela respiração e trabalho com o cristal piezoelétrico. Com esse conjunto, este inalador é o melhor da atualidade, pois também faz com que o paciente tenha a máxima absorção do medicamento.

Ativado pela respiração Cristal
Inalador ultrassônico ativado pela respiração.
Esquema Ativado pela respiração Cristal
Partes do inalador ultrassônico ativado pela respiração.

 

Inaladores de pó seco:

Esse tipo de inalador possui um sistema muito simples e puramente mecânico e possui uma carga que pode ser utilizada em varias doses. Ele é ativado somente com a inspiração, e com isso o pó que é fragmentado em partículas respiráveis entra no paciente através das vias aéreas. Isso pode ser um problema para pessoas idosas ou com problemas graves de respiração, pois este equipamento trabalha com uma média de 60L/min. Esse tipo de inalador também pode perder parte se sua medicação devido à umidade, que mantém o pó no equipamento.

Inalador de pó seco.
Inalador de pó seco.

Inaladores Pressurizados Dosimetrados:

Este equipamento armazena o medicamento em um tubo de plástico com uma pressão de aproximadamente 3 atm. Para utilizar, basta a pessoa pressionar o botão de abertura da válvula e inspirar o medicamento. Este tipo de inalador é um dos mais utilizados no mundo, pois é portátil, não necessita de alimentação elétrica e é de fácil utilização.

Inalador de pó seco pressurizado.
Inalador de pó seco pressurizado.

 

Dicas de Manutenção de Inaladores/Nebulizadores:

Manutenção

Não liga: Verifique o cabo de força, verifique os fusíveis.

Não sai névoa:

Inalador com compressor – Verifique vazamentos de ar entre a saída do compressor e a mangueira; Verifique furos na mangueira; Verifique vazamento de ar entre a mangueira e o copo; Substitua o copo;

Inalador Ultrassônico – Verifique o funcionamento do ventilador; Verifique rachaduras na tampa do reservatório; Verifique se o cristal está com pequenas rachaduras; Substitua o cristal;

Fabiano R. Pereira

Técnico em Eletrônica Industrial a 8 anos, e estudante de Engenharia Eletrônica na Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Desde a sua formação técnica atua como Técnico em Equipamentos e Instrumentos Médico-Hospitalares.

Comentários

2 comentários em “Inalador/Nebulizador – Saiba tudo sobre

  • 20 de junho de 2016 a 12:50
    Permalink

    parabenizo-o pela iniciativa de esclarecer a nós “leigos” os diferentes modelos e funcionamentos dos inaladores, haja vista, que a maioria da população, possui problemas respiratórios e acabam por adquirir aparelhos nebulizadores.
    Sou adepta da idéia de que tenhamos a compreensão de como funciona cada coisa e a usaremos com sabedoria.
    Abraços e parabéns.

Deixe uma resposta